OLESC e Joguinhos – Novas Idades

Mais uma ceifada, e desta vez na geração que mais sofreu com a mudanças de idade para mais.

Explico: a geração de 1992, 1993 e 1994, em especial, viu ano após ano o aumento progressivo das idades tempo que sempre enfrentar as enxadristas mais velhos e agora ve acontecer o inverso consigo mesmo.

Olesc ao que tudo indica, deverá ficar de 8 a 16 e Joguinhos Abertos de 10 a 18 anos.

O parecer dos Técnicos da modalidade de xadrez acompanhada por sua federação, era de que mantivessemos a idade máxima, para assim não EXCLUIR ninguém e que a minima poderia ser dimunida, afinal traria INCLUSÃO.

O regulamento não foi publicado e as informações são extra-oficiais obtidas diretamente da FESPORTE.

Eu lamento muito a ocorrência da exclusão da geração e 1994 da OLESC e mesmo a de 1992 dos Joguinhos, que foi progressivamente “massacrada” com as alterções de regulamento que no inicio era até 13 anos, depois até 14, depois até 16 e depois até 17, tendo que enfrentar sempre os mais velhos.

Não é a primeira vez que isso acontece e a conclusão dos técnicos é que qualquer idade é boa, o que é ruim é a alteração que gera a EXCLUSÃO!

Qualquer idade seria adequada desde que NUNCA SE ALTERASSE!! Seria bom para os técnicos que possuem um trabalho organizado que geram talentos, mas seria melhor aindam excelente, para a cabeça das crianças e adolescentes que são o futuro do esporte de Santa Catarina e do Brasil.

São muitos os casos de jovens talentos que já desisitiram de jogar devido  situções iguais e analogas a esta.

O esporte perde, os técnicos perdem, os municipios perdem e as crianças/adolescentes perdem mais ainda!

LEIAM O COMENTÁRIO DE UM PAI DE ATLETA QUE ACOMPANHA; É PERFEITO

2 comentários em “OLESC e Joguinhos – Novas Idades”

  1. Boa noite Eduardo, tudo tranquilo, ou quase? Realmente falta uma abertura muito maior para quem esta diretamente envolvido com as modalidades afim de repassar aos meros burocratas como realmente funciona o dia a dia do esporte, porque das duas uma, ou eles nunca tiveram uma participação direta com o desenvolvimento do esporte de base ou, se tiveram precisam muito de auxilio pois não conseguem se lembrar de como as crianças e adolescentes são impactados com decisões negativas como esta. O mais engraçado é que sempre colocamos para as crianças e adolescentes que temos que ter disciplina e organização para obter um resultado satisfatório, mas não conseguimos dar o exemplo, neste caso horas indo, horas vindo….., um grande abraço.

    1. Tudo bem Everaldo.
      Grato por suas palavras e creia, tem valor imensurável, POIS VOCÊ É PAI DE ATLETA E ACOMPANHA, diante de tamanhas façanhas meramente burocraticas que aterrorizão que vem jogando, ano após ano de treinamento, criando expectativas e neste casos, vendo-as frustradas por que “organiza”.
      Valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s